(Português) Escritório de Lobo & de Rizzo Advogados no Rio de Janeiro ganha Prêmio de Arquitetura Corporativa

28 . September . 2012

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O escritório, localizado em Botafogo, e projetado pelo arquiteto Marco Benjamin foi o vencedor da categoria “Escritório de Advocacia – Obras Realizadas”

O managing partner de Lobo & de Rizzo Advogados, Valdo Cestari de Rizzo, e o arquiteto Marco Benjamin receberam o XI Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa na categoria “Interiores Corporativos” pela ambientação do escritório carioca. A premiação, que é considerada a única no mundo a laurear tanto o arquiteto quanto o cliente final, aconteceu nesta quinta-feira, dia 20 de setembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Debruçado entre a Baía de Guanabara e o Pão de Açúcar, o escritório de Lobo & de Rizzo ocupa uma área de 500m² no 43º andar da Torre Rio Sul e foi planejado para ter uma vista especial da Cidade Maravilhosa. Da recepção às salas de reunião, todas as aberturas são voltadas para a bela paisagem do Rio de Janeiro. O projeto apresenta ainda uma estrutura de paredes e vidros inclinados perpendicularmente aos forros de madeira.

Os sócios Valdo Cestari e José Orlando Lobo propuseram ao arquiteto Marco Benjamin um desafio: a implantação das salas de reunião no espaço à frente do Pão de Açúcar. “A demanda dos sócios, todavia, era por um projeto “extraordinário” e que refletisse a relevância do escritório do Rio de Janeiro”, informou Benjamin.
As estações de trabalho revelam-se em composição orgânica, com ampla área livre de circulação. O destaque fica com o grid que organiza a área do salão, composto por placas de forro sonoabsorventes e luminárias pendentes. Para Valdo Cestari de Rizzo, a concepção arquitetônica do espaço reflete a filosofia da empresa: “Nós pretendemos ser uma organização menos hierárquica e a opção de espaços abertos privilegia o coleguismo e a integração da equipe”, afirmou.